***Movimento de Lateralidade
Fui informado que eu tinha cometido um erro aqui falando a respeito do movimento de lateralidade na mandíbula, que por sua vez é um pouco confuso, ainda não achei o erro por aqui, mas achei um texto explicativo sobre o assunto , que vai ser colocado no fim do post.***


Considerações Iniciais Em Relação a Terminologia
Posições Mandibulares
MIH – Máxima Intercuspidação Habitual

É a relação de contato dental voluntária ou não, com o maior número de contatos dentais
inclusive de dentes anteriores. Esta posição é determinada pelos músculos, proprioceptores e planos inclinados dos dentes.

 RC – Relação Cêntrica

Relação que independe de contatos dentários.Diz respeito apenas a posição de estruturas cranio-mandibulares. Na relação cêntrica os côndilos estão apoiados na vertente posterior da eminência articular e os discos articulares estçao corretamente interspostos entre os côndilos e as fossas mandibulares.

a)Dimensões Verticais

de Repouso – Distância vertical entre a mandíbula e a maxila quando o tônus muscular é mínimo e os dentes não estão em contato oclusal.
de Oclusão - 
É a distância vertical da mandíbula em relação à maxila quando os dentes superiores e inferiores estão em contato intercuspídico na posição de fechamento máximo.

Diminuindo essas duas dimensões, iremos obter um valor positivo, pois quando “forçamos” fechar a boca, essa dimensão vertical de oclusão é menor do que a de repouso, e dessa diferença de valores das dimensões nós temos o Espaço Funcional Livre ou EFL.

 Movimentos da ATM
Leitura auxiliar

Rotação
Processo onde a articulação gira em torno de um eixo fixo(rodar em torno do seu próprio centro), e acontece o movimento giratório da articulação porém não há deslocamento. Em relação ao eixo, quando há abertura ou fechamento da “boca” , temos um movimento no eixo horizontal, como uma dobradiça.

Área Envolvida - Superfícies superior do côndilo e inferior do disco. ( O côndilo rotaciona em relação a fossa articular)
Translação
Movimento onde todos os pontos de um corpo se movem numa mesma direção ao mesmo tempo. Há deslocamento da articulação, acontece quando há a protrusão da mandíbula.

Área Envolvida – Superior do disco e inferior da fossa articular.( O côndilo excursiona com o disco interposto.)
Transrotação*
É a combinação do movimento de rotação com o de translação da ATM.

Lateralidade*
A nível da ATM, os lados de trabalho(lado para qual a mandíbula se move) e de balanceio(lado contrário).

aprensentam movimentos diferentes.
Lado de Balanceio: O movimento acontece em duas etapas * Vide texto no final do post.
Movimento de Protrusão (É uma translação anterior da mandíbula)
MM responsáveis – Pterigóideos Laterais. Quando há abaixamento da mandíbula no movimento de protrusão, temos o Fenômeno de Christensen. O espaço criado entre os dentes posteriores na protrusão é o espaço de christensen.

Movimento de Retrusão - Translação Posterior (côndilos se deslocam posterioremente)- Fibras Posteriores do Temporal
Ocorre contatos apenas nos dentes posteriores. (Posição fisiológica da deglutição)

Limites de Movimento
Movimento Bordejante – Limite Externo Máximo – Clique para ampliar

Movimento Intra-Bordejante  (Movimentos que ocorrem fisiologicamente , como na fala,mastigação e deglutição)

Musculatura do Movimento
Abertura Inicial (rotação) – Ventre anterior do digástrico e genio-hióideo .
Abertura Maxima(transrotação) – Pterigóideos laterais-> Côndilo excursiona com o disco interposto.
Fechamento (transrotação) – Masseter e Fibras posteriores do temporal. ->Côndilo retorna a fossa mandibular ao final do movimento.

Protrusão – Pterigóideos Laterais
Translação anterior da mandíbula. Desoclusão dos posteriores, e interdentário dos incisivos.
Ao abaixamento da mandíbula durante o movimento de protrusão, denomina-se fenômeno de Christensen* 

Temos a guia anterior quando os inferiores anteriores deslizam pela concavidade palatina anteriores superiores.

Movimentos de Lateralidade
Movimento de Trabalho – Para qual a mandíbula se desloca. (Lado de trabalho-> Para qual a mandíbula se desloca. Essa lateralidade pode gerar uma guia canina. Vide posts anteriores. Ou pode gerar uma função em grupo, que ocorre quando o canino, pré-molares e molares de um lado se tocam durante o movimento de lateralidade.
Musculatura :

Lado de Trabalho ->P.Lateral e Medial e fibras posteriores do Temporal.
Lado de Balanceio:P Lateral e Medial.
Mandibulares no Plano Horizontal 
Lateralidade -
ATM no lado de trabalho ->  
movimento lateral ( Movimento de Bennet)
ATM no lado de balanceio->
para baixo,anterior e medial (Formando o ângulo de Bennet)

Movimento de Bennet – Relacionado ao Côndilo de Trabalho-> Movimento de deslocamento lateral realizado pelo corpo da mandíbula durante o movimento de lateralidade, que é medido pelo movimento do condilo de trabalho.

Ângulo de Bennet – Diz respeito a ângulação formada pelo Côndilo de Balanceio , quando o côndilo desliza para frente,para baixo e para mediano.

Envelope dos movimentos – Combinação dos movimentos traçados com uma linha que demonstra o trajeto feito.

Movimentos Contactantes – Ocorre manutenção de pelo menos 1 contato oclusal entre os dois arcos, e não contactante quando ocorre o inverso.

Lateralidade – Completo
Devido à forma anatômica do complexo temporomandibular, a mandíbula não apresenta movimento de lateralidade pura, desta forma, esta ação só é possível para frente e para o lado, caracterizando uma lateroprotrusão. Uma lateroprotrusão esquerda é iniciada com o relaxamento máximo das fibras posteriores do músculo temporal direito, possibilitando, desta forma, que o côndilo deste lado fique livre para ser tracionado. Sincronicamente ocorre contração máxima do músculo pterigóideo lateral inferior. O lado contrário ao lado que a mandíbula se desloca é também chamado de balanceio (Figura 17c) e é definido como a posição contrária  ao lado de trabalho, onde as cúspides de nomes diferentes assumem uma posição de alinhamento. O côndilo direito desliza-se para frente, para baixo e para mediano, formando um ângulo chamado de Bennett (Figura 17a)  numa análise no plano horizontal. O côndilo direito  é denominado côndilo de balanceio. No lado para qual a mandíbula está sendo movimentada (esquerdo), o côndilo sofre tração através da contração máxima das fibras posteriores do músculo temporal esquerdo, da contração moderada  do pterigóideo lateral superior e do relaxamento de pterigóideo lateral inferior, determinando um pequeno movimento contrário à linha média, denominado de movimento de Bennett  (Figura 17b), e nos dentes temos o lado de trabalho, que é definido como sendo o lado para o qual a mandíbula se desloca e as cúspides  de mesmo nome assumem uma posição de alinhamento. (Figura 17c).

About these ads